EM CONSTRUÇÃO

BLOG EM CONSTANTE ATUALIZAÇÃO - FIQUE LIGADO

FRANÇA - Dia 02: Cadenet, Lourmarin, Lauris, Ansouis

Decidimos ir pra Lourmarin, direção norte, sem saber muito mais sobre a cidade. Programamos o GPS, optamos por evitar pedágios para poder circular por estradas secundárias. Nos primeiros quilômetros saindo de Aix, vimos placas indicando châteaux ao longo do percurso, vinícolas que além de produzir, vendem seu vinho e oferecem degustação. No caminho, nos deparamos com a vista de uma cidade montada num morro, com casa em tons de marrom e laranja e resolvemos entrar em Cadenet. Tentamos chegar até o alto do morro, mas depois de rodar e não chegar, resolvemos seguir para o nosso destino, porém fomos levados pelo GPS até uma ruazinha com casas simpáticas na parte alta da cidade. Não resistimos e decidimos parar para algumas fotos. Foto-a-foto, fomos descendo pelas ruas e percorrendo a pequena “village”. Tudo muito tranquilo, muito silencioso, muito vazio, vez por outra algum velhinho andando na rua, alguém cantando dentro de casa. Chegamos a uma pracinha e vimos um “office de tourisme”, resolvemos entrar pra ver se conseguiríamos um mapa da região. Voilá! Recebemos mapas, dicas, uma explicação geral sobre a região. Agora poderíamos fazer as escolhas dos roteiros com mais critérios.



Seguimos então para Lourmarin, uma pequena cidade que tinha um ar um pouco mais turístico, com uma pracinha onde havia alguns cafés e lojas de souvenirs. Mas o clima de tranqüilidade permanecia no ar. Na cidade há um castelo, aberto a visitação, mas que por fim acabamos não conhecendo internamente. Almoçamos num restaurante coma vista para o castelo. Depois de comer, andamos naquela direção e tivemos uma vista muito bacana da cidade. Descobrimos atrás do castelo uma plantação de oliveiras com um pessoal fazendo piquenique ali mesmo, encontramos uma trilha no bosque e mais um casal de velhinhos fazendo piquenique. No ar, o som do vento nas árvores, muitos pássaros e a tranquilidade mesclada com o sol suave. Na saída cruzamos com um funeral e o cortejo que seguia a pé o carro fúnebre pelas ruelas estreitas.



Programamos o GPS para Lauris, uma cidade que fica na encosta de um morro, com uma vista fantástica do vale. Conseguimos estacionar com facilidade, nos perdemos por ruelas antigas e fomos até um jardim na encosta, sentamos apreciando a calma, o céu azul, as construções de pedra. Em seguida resolvemos fazer um lanche e caminhamos até uma boulangerie que fica diante da prefeitura. Compramos uns doces típicos franceses e sentamos num banquinho na praça vendo a vida passar, deleitando agora nosso paladar.



Antes de o dia acabar, decidimos ir ver o pôr de sol em alguma outra vila, então o GPS nos levou para a pequena Ansouis. A vila ocupa um morro e no alto existe um castelo. Lá nos sentamos e assistimos o sol dourar as paredes de pedra e ir sumindo atrás dos morros no horizonte mudando as cores do mundo. Andamos um pouco durante o resto de claridade e a vila tinha o mesmo clima de cidade perdida, quase abandonada, das outras que vimos neste dia.

A distancia de uma village a outra varia de 2km a 5km, sempre por estradinhas estreitas de mão dupla, muito bem conservadas, de asfalto, com paisagens singelas e casinhas perdidas aqui e acolá. Voltamos já noite e foi super tranqüilo dirigir por lá. Além de o GPS sempre garantir uma orientação, o que significa que nunca estamos totalmente perdidos, todas as estradas possuem placas indicando os vilarejos da região.

7 comentários:

  1. Olá Aline e Ismael,adorei seu blog.Pretendendos viajar em junho de 2014,e vamos ficar nessa região partindo de Barcelona,monasterio de monserrat,Carcassone ,Sainte Marie de la mer(CAMARGUE,)Arles, Saint Remy,Le Baux ,Loumarim Manosque, Moustiers de saint Marie, Gorges do verdon,Fontaine de Vaclause,Lourmarim por 15dias.Como vocês adoro viajar conhecer outras culturas e paisagens. E estou pesquisando para fazer um roteiro.Adoro os vilarejos provençais as cores e os aromas de lavanda e das ervas.Estou voltando nesse periodo pois que ver e sentir o perfume das plantações de lavanda ,poi s da outras vez (julho- agosto),as plantações já foram cortadas.Passei a conhecer A França pois minha filha casou com um frances,e fomos conhecer a familia dele na região entre Bourdeaux e Tolousse,e meu filho estudou por um ano na aeronáutica em Tollousse.Bjs Kion

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queridos Dr. Chung e Dra. Kion, obrigada pela visita aqui no blog! Que delícia de viagem vcs estão programando!! Aproveitem muito e se deliciem com as paisagens porque são mesmo de tirar o fôlego!!!

      Excluir
    2. Boa noite ,Aline,estou finalizando o roteiro,os hoteis já estão reservados,e mando fotos e notícias ,quando chegarmoslá .Bjs.Kion

      Excluir
  2. Olá Aline e Ismael,
    Também adorei seu blog. Gostaria de saber qual a distância entre Aix e Barcelona e se dá para percorrer de trem essas duas cidades. Gostaria de saber também se em dois dias de carro dá para conhecer um pouco alguns lugares próximos a Aix. Um abraço! Maria

    ResponderExcluir
  3. Oi Maria! Obrigada pela visita!! Seja sempre bem-vinda. Aix-en-provence fica a 490km de Barcelona e a viagem de trem leva 4h30.
    Em dois dias fica corridinho mas vc consegue visitar os arredores de Aix sim, é tudo muito pertinho. Nossa sugestão é reservar uma manhã (de preferência em dia de feira) para caminhar pelo centrinho de Aix e à tarde escolha uma das cidadezinhas próximas e se dê ao direito de dar uma outra paradinha rápida pelo caminho. No dia seguinte, pode escolher um destino um pouco mais distante, como Roussillion, e ir parando no caminho, tem vários lugarejos convidativos! Boa sorte com os preparativos e boa viagem!!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada por responder, mas como ainda temos certo tempo para definir o roteiro, estamos repensando várias coisas. Depois de ler esse blog, uma das ideias é alterar o roteiro e ampliar os dias em Provence de dois para quatro. Desse modo, as novas dúvidas são as seguintes:
    Vindo de trem de Paris, seria mais interessante nos hospedar em Avignon?
    Além de Aix e Avignon, quais as cidades imperdíveis?
    É viável alugar um carro para conhecer tais cidades e entregar o carro em alguma cidade mais próxima à divisa com a Espanha? Qual seria?
    Obrigada! Maria

    ResponderExcluir
  5. Oi Maria, desculpe a demora... vou tentar responder suas novas questões! Quanto ao melhor lugar para hospedagem, acho difícil dizer... nós fizemos Paris -Aix de trem, ficamos hospedados lá e pegamos o carro logo na estação de trem, quando chegamos. Foi bem tranquilo. Mas como vc está pensando em estender os dias na Provence, talvez fosse uma boa idéia ficar em Avigon, que é um pouquinho mais central, e num dos dias dar uma esticada até Aix-en-Provence (são 89 Km) passando por um ou outro lugarejo no caminho. Quando nós elegemos um lugar um pouco mais distante para ver num dia, costumamos seguir direto até lá e na volta, se der tempo, fazer uma e outra paradinha curta.
    Tem muuuuitos lugares imperdíveis por ali, mas alguns que curtimos muito foram: Roussillon (cidade toda em tons de ocre, é linda!), Gordes e Arles. Também estivemos em Cassis (litoral, onde tem os Calanques) e Montpellier (cidade grande e bem mais movimentada). Já mais perto da Espanha tem Carcassone, que consideramos totalmente imperdível, se vc curte castelos medievais (http://www.france.fr/pt/locais-e-monumentos/cidade-fortificada-de-carcassonne.html).
    É possível sim deixar o carro em outra cidade, mas geralmente fica um pouquinho mais caro. Eu não saberia dizer qual a cidade mais indicada porque depende de como vc pretende seguir viagem e para onde vai. Se vc vai seguir de trem, procure uma cidade maior, com estação e conexões para seu destino, se for de avião, procure um aeroporto que seja bom pra vc. Fica prático, pois as estações e aeroportos geralmente tem guichês da maioria das locadoras de carro.
    Espero ter ajudado e qualquer coisa estou por aqui! ;)

    ResponderExcluir