EM CONSTRUÇÃO

BLOG EM CONSTANTE ATUALIZAÇÃO - FIQUE LIGADO

Desbravando o interior da França II - fugidinha para a Bélgica e litoral norte da França

De Saint Fuscien, partimos em direção a Bruges, na Bélgica, que junto com Bruxelas e Antuérpia é uma das cidades mais visitadas do país. Nos perguntamos se seria mesmo o caso de ir até lá, mas acabamos concluindo que as chances de voltarmos para a Bélgica são poucas, uma vez que já estivemos nas outras duas cidades citadas. E como ficava a apenas duas horas de viagem, bora lá conhecer!!



Bruges é fofa, lindinha e possível de se conhecer em um dia. Claro que sempre dá pra explorar mais e até viver uma vida inteira em cada lugar, mas para nós, um dia batendo perna pela cidade foi o suficiente para apreciar sua beleza, sua arquitetura e fazer um passeio pelos canais. Sempre curtimos passeios de barco!

Um pouquinho do charme de Bruges
Passeando de barco pelos canais
A beleza da arquitetura de Bruges


Joaquim pulou em Bruges!
E como ficamos duas noites por lá, ainda tivemos a chance de explorar um pouco dos arredores e conhecer a fofíssima Damme.



Damme é um uma cidade pequeninha de tudo, mas cheia de charme. Fomos visitá-la em pleno 05 de julho, dia de partida de futebol entre a Bélgica e Argentina, na Copa do Mundo de 2014, no Brasil!!! A cidade estava deserta... Na verdade tivemos a impressão de que é sempre assim, pois é muito pequeninha, mas depois de rodar um pouco, ver moinhos, igrejas em ruínas e trilhas convidativas chegamos numa praça animada onde a galera torcia e o chopp corria solto.









Depois dessa escapadinha para a Bélgica, nosso próximo destino era o litoral norte da França, cidade de Wimereux. Uma comuna francesa na região administrativa de Nord-Pas-de-Calais, no departamento de Pas-de-Calais. 

Estivemos lá no verão, mas ainda não era a época de férias escolares, por isso a cidade estava bastante deserta, e mesmo o clima não estava nada verão, pegamos um dia nublado, com um vento causticante e bastante frio. Mesmo assim ficamos apaixonados por esta praia tão diferente do que estamos acostumados aqui no Brasil. Não dá pra comparar no quesito beleza natural, mas a cidadezinha tem todo um charme que vale a pena conhecer.


A orla é repleta destas cabines particulares. Os moradores as utilizam na temporada
para deixar pertences, trocar de roupa, etc. Achei très charmant!!

Uma das tantas casas coloridas que vimos na cidade

O clima definitivamente não era de praia, mas bora lá aproveitar mesmo assim, né?


Foi uma passada rápida, chegamos num dia e partimos no outro, mas deu tempo de fazer um belo passeio até Cap Gris-Nez e ver o sol dar o ar da graça no final de um dia delicioso! 

No caminho para Cap Gris-Nez, a 15 Km de Wimereux, o sol resolveu aparecer, colorindo nosso passeio!




Cap Gris-Nez é o ponto da costa francesa mais próximo da Inglaterra, cerca de 30Km, quando o tempo está bom, com céu bem limpo, dá pra ver o território inglês do outro lado do canal da Mancha.

Chegamos tarde para ver o Musée du Mur de l'Atlantique,
dentro de um bunker construído pelos alemães na I Guerra Mundial.

Se a gente apertar os olhinhos, consegue ver a Inglaterra lá do outro lado do canal...


Deu tempo de curtir o pôr-do-sol em Wimereux

Alguém se aventurou apesar do frio!
Jantarzinho especial pra celebrar a delícia de viagem!


Na manhã seguinte à nossa chegada, fizemos um piquenique na beira da praia e colocamos o pé na estrada novamente, rumo a Gerberoy.

Piquenique na praia!

Um jeito diferente de curtir praia

Nenhum comentário:

Postar um comentário